PRÊMIO. Associação Comercial de Patrocínio recebe prêmio nacional em Brasília

Premiação pelo ‘Mutirão de Conciliação Empresarial – Categoria PACE’

Foto: Ascom|Acip


MutiraoPremiado

O presidente da Acip, Aldo Cândido Roriz Junior, e a gerente-executiva Cleide Ribeiro Araújo foram receber o prêmio

 


Da redação Rede Hoje


 

O trabalho de excelência promovido pelas Acip/CDL foi recompensado. A ACIP foi contemplada com o primeiro lugar nacional no Prêmio Conde dos Arcos de Acesso à Justiça, pelo “Mutirão da Conciliação Empresarial – Categoria Pace 2017.

 

O prêmio foi recebido pelo presidente da ACIP Aldo Cândido Roriz Junior e pela gerente-executiva Cleide Ribeiro Araújo. Foi entregue pelo presidente da Federaminas e Vice-Presidente da CACB durante o 5º Fórum Nacional CACB Mil que é realizado nestes dias 20 e 21 de junho no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF).

 

Foi uma emoção e ao mesmo tempo uma honra enorme representar não só a ACIP, mas o município de Patrocínio em um evento tão importante, recebendo um prêmio de primeiro lugar a nível nacional. Isso mostra o empenho de todos os envolvidos nos processos das entidades para o bem de nossos associados e da comunidade patrocinense”, comentou o presidente da ACIP.

 

Para a gerente-executiva, o prêmio "mostra do trabalho em equipe e que vale a pena lutar e participar de ações que vão trazer sucesso para o nosso associado e com consequência o reconhecimento da nossa Associação", diz Cleide Ribeiro Araújo.

 

O PACE. Desde que foi instalado em agosto 2014 o PACE (Posto Avançado de Conciliação Extraprocessual) vem conseguindo resultados surpreendentes de negociação e diminuído o índice de inadimplência para os associados.

 

A iniciativa já havia sido premiada em 2015, com o prêmio “Revelação” pela Federaminas por seu sucesso e inovação em integrar dois departamentos (Cobrança e Pace) e dar sustentabilidade dentro das ACIP/CDL, através do alto desempenho e utilização do empresariado patrocinense e região.

 

Os mutirões acontecem diversas vezes ao ano. Usa-se o expediente da conciliação — que é uma forma de solução extrajudicial, na qual as partes são orientadas na construção de um acordo. Em vários casos os acordos acontecem porque as partes querem ser ouvidas. Com a conciliação surge essa oportunidade. Em aproximadamente 30 dias a empresa pode resolver um conflito que poderia ficar durante anos na justiça comum.

 

Como a empresa recupera os seus créditos com maior agilidade, ela pode ter mais recursos para fazer frente as suas despesas do dia a dia, reforçando o seu caixa. Manter o fluxo de caixa positivo pode evitar com que as empresas tenham que buscar empréstimos. Assim, o uso da conciliação, especialmente para micro e pequenas empresas, pode ser uma alternativa para a sua sobrevivência.

 

ComitivaMGNoEvento

 

FÓRUM. O 5º Fórum CACB Mil, promovido pela Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) discute nesta edição o tema “O Papel do Empresário na Construção de um Novo Brasil”.

 

O debate nacional aborda a importância do associativismo, liderança empresarial, rumos econômicos do País, inovação e comércio internacional.

 

Desde sua 1ª edição, que também aconteceu em Brasília, o Fórum Nacional CACB Mil é um evento associativista que, tradicionalmente, reúne líderes empresariais de todo o País.

 

(André Luiz Costa | Decom ACIP/CDL)


paneladebarro rh 600x100 12122015